Logo Imagem Tempo

Crônica da demolição

longa-metragem | 2017

Sinopse
Documentário. No Centro do Rio de Janeiro, uma praça vazia com um chafariz seco e um estacionamento subterrâneo. Há quarenta anos ali ficava o Palácio Monroe, antiga sede do Senado Federal. Uma história de sabres e leões, militares e arquitetos, passado e futuro.

Entrevistas com: Alexandre Nicolaeff, Cesar Maia, Humberto Barreto, Noel de Almeida, entre outros.

Brasil | 2015 | 90 min | DCP

Sobre o Palácio Monroe
A história do Palácio Monroe (Rio de Janeiro, 1906-1976) sintetiza e revela importantes questões sobre o Brasil do século XX: não só no que refere à arquitetura e ao urbanismo, como principalmente às noções de modernidade e patrimônio. O Palácio foi um marco da Avenida Central, situado em um dos pontos mais nobres da avenida que se tornou símbolo da modernização do Rio no início do século XX: a Praça Mahatma Gandhi, na ligação da Cinelândia com a Avenida Beira-Mar. Ao longo da sua existência, o Palácio abrigou diversas instituições, sendo a mais notória o Senado Federal, que lá ficou sediado entre 1925 e 1960 (excetuando-se parte da Era Vargas, quando o Congresso foi fechado). Com a transferência da capital federal para Brasília, o Palácio Monroe começa a se fragilizar no cenário de uma cidade em transformação intensa, entre os anos 1960 e 1970. Sua demolição, em 1976, nunca foi totalmente esclarecida.

Sobre o diretor
Eduardo Ades dirigiu, escreveu e produziu o documentário para TV Retratos brasileiros: Hélio Silva (Canal Brasil, 2011) e o curta A dama do Estácio (2012), com Fernanda Montenegro e Nelson Xavier, vencedor de inúmeros prêmios no Brasil e exterior. Diretor dos documentários Torquato neto, Anjo torto e Anna e Alberto (ambos em pós-produção).

Website
Direção e roteiro Eduardo Ades
Produção Daniela Santos
Eduardo Ades
João Felipe Freitas
Produção executiva Daniela Santos
Argumento Eduardo Ades
José Eduardo Limongi
Direção de fotografia e câmera José Eduardo Limongi
Direção de produção e assistente de direção Angélica de Oliveira
Cenografia Dina Salem Levy
Som direto Antonio Carlos Liliu
Rodrigo Maia
Montagem Eva Randolph, edt
Eduardo Ades
Pesquisa iconográfica Remier Lion
Edição de som Thiago Sobral
Mixagem Jesse Marmo
Motion graphics Eduardo Seabra

 

Empresa produtora Imagem-Tempo
Tela Brasilis
Coprodução Canal Brasil
Produção associada Link Digital
Patrocínio Riofilme
Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro
Copatrocínio Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro
Apoio Rio Film Commission
CiaRio
CTAv

 

Festivais Festival do Rio 2015
Mostra de São Paulo 2015
BIFF - Brasília Int'l Film Festival 2015
CineMemória 2015 (BH)
Cine Jardim 2016
CineOP 2016
Pirenópolis.Doc 2016
Architect Africa Film Festival 2016
VerCine 2016
REcine - Cinema de Arquivo 2016
Istanbul Int. Archt. and Urban Film Festival
Planeta.Doc 2016
VI Semana do Patrimônio Fluminente
ArqFuturo
ArchCine 2016
Prêmios . Melhor documentário - BIFF
. Melhor direção e melhor montagem - Cine Jardim
. Melhor Pesquisa e Melhor Edição de Imagem e Som - REcine

Notícias Relacionadas